Discurso-bomba de Junior Garra detona Grupo Correio na Câmara de Vereadores de Canaã dos Carajás

Durante a sessão ordinária desta terça-feira 15, o vereador Junior Garra que atualmente está no PDT, resolveu abrir o verbo e fez um esclarecimento público acerca de uma matéria jornalística veiculada pelo grupo correio nos programas de rádio e TV de Canaã dos Carajás.
Nyelsen Martins fez a cobertura de um processo licitatório onde acusa o vereador de estar influenciando para que haja o direcionamento de verba da Secretaria do Meio Ambiente, que empresários já estariam na reunião para lotear a obra e que a mesma estaria muito acima do valor de mercado.
Houve um bate boca e os ânimos ficaram exaltados, colocando assim em xeque os reais interesses das partes durante a reunião do Conselho de Meio Ambiente, empresas e imprensa.

O fato repercutiu nas redes sociais e levou o vereador Junior Garra a falar sobre o assunto.

Tornou-se público e notório que Junior Garra virou alvo de uma trama quase sem fim, pois sendo o vereador “peitudo” e não medindo as palavras, fica exposto a críticas e muitas vezes acaba sendo mal interpretado, e nesse caso, sua evidência incomoda grupos e interesses diversos.
Confira algumas das frases-bomba do vereador durante a sessão:
“Tentaram me derrubar uma vez, pensaram que tinham acabado comigo, mas eu fui pras ruas falar com o povo e mostrar a verdade. Agora tentam te atacar de novo. Se estou na reunião do Conselho é porque represento a Câmara naquele órgão. O deputado poderoso, seu candidato fantoche e seu jornalista são burros ou mal intencionados. Repetem uma mentira várias vezes para tentar transformar em verdade. Nossa cidade não é de trevas, como eles dizem”

O vereador esclareceu que os empresários que se encontravam na reunião do Conselho estavam representando o Macre, que busca autorização daquele órgão para instalação de um posto de combustíveis na cidade, e que portanto, nada tem a ver com a obra que será realizada no bosque do Bairro Nova Esperança.
Ao final de seu discurso, Junior Garra se referiu à vereadora Vânia Mascarenhas como sendo “pessoa de quem gosto muito, e não tenho nada contra”. Garra acrescentou que foi colega de mandado do ex-vereador Jean Carlos, e que durante este período mantiveram um bom relacionamento, mas que infelizmente, Jean está aceitando o apoio do demônio (se referindo ao deputado Chamonzinho), para tentar se eleger prefeito.