Mayony Palhano Aires, é julgado por matar tio por causa do sumiço do pendrive em Canaã dos Carajás

Com quase duas horas de atraso, o Conselho de sentença do Tribunal do júri da Comarca de Canaã dos Carajás está reunido no Fórum da Comarca para levar a julgamento o réu MAYONY PALHANO AIRES, acusado de ter matado a golpes de faca o próprio tio ELSON PALHANO DE SOUZA, crime ocorrido em 09 de julho de 2016, na Rua Lírio Branco, nas proximidades de uma escola Municipal no bairro parque dos Ipês.
O fato motivador do tão banal assassinato teria sido o extravio de um pen drive que pertencia ao acusado e que a vítima teria dado sumiço.

A denuncia sustenta que no dia dos fatos, acusado, vítima e alguns amigos ingeriam bebida alcoólica desde a parte da tarde. Na acusação o Promotor de Justiça Emerson Costa de Oliveira, alega que o réu cometeu o crime com crueldade e por isso deva ser condenado. A defesa a cargo do advogado Júlio Paixão Silva Junior quer a absolvição do réu.

Fato marcante na seção de julgamento foi o depoimento do adolescente filho da vítima que testemunhou o crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *