Saiba como foi a assembleia geral extraordinária desta quinta-feira 27 em Canaã dos Carajás

No dia 27 de junho de 2019, representantes sindicais e servidores se reuniram no auditório so SINTEPP, para uma assembléia extraordinária. No momento da assembleia tivemos as falas dos representantes sindicais, que afirmaram categoricamente que nenhum direito foi perdido durante a mesa de negociações realizada no dia 25 de junho de 2019. Foi apresentado pelos representantes sindicais os termos negociados na mesa, questões estas que não feriram o que foi determinado em assembleia geral realizada no dia 19 de junho de 2019, ou seja, ” Nenhum direito a menos”. Foi deixado claro em assembleia extraordinária do dia 27 de junho que somente a promoção vertical, nos moldes que a assembleia concordou, foi acordada entre as entidades e o governo, nos valores de 7, 13 e 20%, como praticado hoje no PCCR da educação. Outra questao debatida e acordada em mesa foi garantir o direito dos servidores de ensino superior aos 50% de sua gratificação, atentando ao fato de que o governo irá excluir a gratificação para os próximos concursos.
Tambem foi explicado na assembleia extraordinária que algumas falas de um outro representante sindical, nao foram condizentes com a realidade, e que os sindicatos e associação respeitaram todos os direitos e vontades do servidores presentes em assembleia.
No momento da assembleia servidores se manifestaram sobre a escala e jornada de trabalho de algumas categorias, e as entidades ali presentes sugeriram que os mesmos procurassem seus representantes para a apresentação de propostas, uma vez que o assunto ainda iria ser discutido em reuniões futuras na mesa de negociações. Foi apresentada propostas do governo quanto à escala de trabalho em serviços que a utiliza e alguns servidores se manifestaram negativamente quanto à proposta da gestão.
Após os sevidores se manifestarem, e os representantes sindicais apresentarem os informes, a assembleia se encerrou.

SINTEPP, SINTESP, SEMPA, ASCONCC