Servidores Públicos de Tucuruí, conseguem liminar favorável ao não corte de gratificações

O juiz da Primeira Vara Cível e Empresarial de Tucuruí, Thiago Cendes Escórcio, expediu uma liminar em favor dos servidores públicos municipais, garantindo que eles recebem seus salários sem os descontos. Na decisão o juiz afirma que há lei apta que obriga o poder público a manter os direitos remuneratórios sem qualquer redução. Ele diz ainda que se existe lei concedendo o benefício, não cabe a prefeitura avaliar se concederá ou não as gratificações.

Essa é uma vitória dos servidores que protestam desde a última quinta-feira de junho, quando o Tribunal de Justiça do Estado, representado pela desembargadora relatora Nadja Nara Cobra Meda, decidiu a favor de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, do Artigo 21, da Lei Orgânica do Município de Tucuruí, impetrada pelo prefeito Artur Brito, tirando do pagamento de muitos servidores o tíquete alimentação, tempo de serviço e o adicional de 40% para os cargos de nível superior.

Em entrevista o presidente do SISMUT, Raimundo Concursado, falou que eles estão cientes que a prefeitura ainda pode recorrer da decisão, mas que por enquanto os direitos dos servidores estão garantidos. As manifestações devem continuar nesta quinta-feira 04, mesmo com a decisão favorável. Eles alegam que os protestos agora não são mais apenas dos servidores, mas da população em geral de Tucuruí que pedem a saída imedia do prefeito Arthur Brito que assumiu a cadeira do executivo municipal após a trágica morte do ex prefeito Jones William do MDB.