Ministério Público do Pará denuncia quatro pessoas por fraude em Concurso Público em Ipixuna do Pará

Quatro pessoas estão sendo indiciadas pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) por estarem envolvidas em um esquema de fraude em um concurso público, que foi realizado no município de Ipixuna do Pará, em 2018.

A ação civil pública, por ato de improbidade administrativa, foi ajuizada contra Eliane Correa da Silva Soares, Aene da Silva Lobato, Luciane Fernandes da Silva e Wildson Passos Brandão. De acordo com o MPPA, Wildson Passos Brandão teria compartilhado conteúdo sigiloso das provas do concurso com as três mulheres citadas, que se inscreveram para o cargo de professora.

O concurso público foi realizado no mês de abril de 2018 para o provimento de 210 cargos de nível fundamental, médio e superior, em diversas áreas. As provas escritas objetivas do concurso público foram aplicadas nos dias 23 e 24 de junho de 2018, no turno da tarde.

Através de depoimentos coletados durante o inquérito civil, foi comprovado a existência da fraude no concurso, onde pelo menos dez questões da prova para o cargo de professor pedagógico foram vazadas para as pessoas indiciadas pelo MPPA.

Todos as pessoas denunciadas responderão pelas sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, que tem como punição o ressarcimento integral do dano, se houver, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.

Fonte: MPPA