UFRA: Acadêmicos de Zootecnia participam de aula prática na casa de criador de Codornas Gigantes em Canaã dos Carajás

Foto: Pedro Reis - UFRA em Canaã dos Carajás

Foto: Pedro Reis - UFRA em Canaã dos Carajás

A Universidade Federal Rural da Amazônia Campus de Parauapebas foi criado em 2001, com o objetivo de formar profissionais para alavancar a produção rural da região. Inicialmente, funcionava no Centro Universitário de Parauapebas (CEUP).  Em 2004 foi ofertado o curso de graduação em Zootecnia, primeiro do Campus. Em 2010 foi realizado processo seletivo para ingresso de alunos nas turmas de Agronomia, seguido de Engenharia Florestal, em 2011. No segundo semestre de 2014 tiveram início as aulas dos cursos de Administração e Engenharia de Produção. Atualmente o Campus Parauapebas oferta cinco cursos de graduação e um curso de pós-graduação.

No último sábado 15, a professora Rafaela do curso bacharel em Zootecnia acompanhou os acadêmicos numa aula prática de Coturnicultura “Criação de codornas” em Canaã dos Carajás sudeste do estado do Pará.

Quem os recebeu em sua residencia foi o senhor Ariosvaldo conhecido por Ari, onde cria cerca de 500 unidades de Codornas de várias espécies, dando destaque para a Codorna Gigante que chega a pesar até 0,400 kg para o abate.

O projeto inicialmente denominado de quintal produtivo, possibilita encubação, criação e abate de aves tipo codornas gigantes.

UFRA - Foto: Pedro Reis UFRA - Foto: Pedro Reis UFRA - Foto: Pedro Reis UFRA - Foto: Pedro Reis UFRA - Foto: Pedro Reis UFRA - Foto: Pedro Reis

Hoje, Canaã dos Carajás conta com cerca de 7 criadores da espécie que formaram um grupo com o intuito de expandir e assim garantir uma organização institucional através de uma cooperativa que irá possibilitar a produção e ovos e carne de codornas gigantes em grande escala.

“Esse sonho nasceu no meu coração a mais de 3 anos, mas antes de por em prática fiz o dever de casa, estudei sobre o assunto, pesquisei o mercado, comprei o material necessário e finalmente iniciei com 100 ovos na incubadora”, disse o senhor Ari.

Hoje seu Ari consegue da criação para abate e produção de ovos galados para incubação, fazer a  sua renda principal, em um negócio que demonstra potencial de mercado na região.

Os acadêmicos puderam ver de perto todo o processo de encubagem dos ovos, fase de crescimento e reprodução de codornas de várias espécies. Ao final da aula prática, o senhor Ari ofertou um delicioso almoço servindo um delicioso prato de Codorna Gigante em diversos modo de preparo como assado, cozido e frito.

Segundo os acadêmicos em zootecnia esse é o início de uma grande parceria para se trabalhar o melhoramento genético da espécie que é considerada afrodisíaca. Ari disse que pretende fazer um maior investimento em sua produção, mas até o momento tem encontrado dificuldade de acessar recursos do fundo municipal de Desenvolvimento Econômico, tendo em vista que o limite de crédito não contempla as reais necessidades.

Os acadêmicos que participara da aula prática foram:

  • Alexandre Rodolfo
  • Cláudia Siqueira
  • Ezequiel Sousa
  • Geciele Cruz
  • Samira Sousa Duarte
  • Jocyel Caetano da Silva
  • Weslley Santos
  • Angelica Lucélia

Maiores informações sobre a criação e produção de ovos galados para incubação entre em contato: 94 99218-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *